sexta-feira, 11 de março de 2011

Meu nome


Meu nome escrito se escuta de um jeito

Meu nome falado entoa de outro

Nomes tão belos, palavras secretas.

Nomes poder

Nomes mistério

Meu nome, seu nome.

Como se chama?

Seu nome especial

Diferente do meu.

Meu nome...

Segredo mágico

Meu nome

Seu nome

Nome, nome, nome.

Chame-me pelo nome

Que eu procuro o seu

Descubra o meu nome

E me deixe saber o seu

Para que de noite eu possa sussurrar o nome

Que irá me salvar do escuro vazio, que é o mundo sem nome.

É você.

Bjs
MaNa

3 comentários:

Isa disse...

Como sempre poemas assim, né mana? Tinha que ser vc, bjs! Adorei o post, continue com esses lindos poemas que vc faz, só que, na minha opinião, deveriam ser um pouquinho menos dramáticos, tipo esse que é um dos menos tristes dos que vc costuma fazer, mas continua sendo super lindo como os outros! *-* Parabéns!

Reyri disse...

Pow man,só tenho uma coisa pra falar:profundo. Adorei o poema, continue assim Mana ^^!!!!!(e, eu sei que sou péssimo para comentar alguma coisa, mas estou melhorando, ou não)

jandirapleal disse...

Não existe nada mais forte e poderoso como o sussurrar de um "nome"... Parabéns pela belíssima interpretação de algo tão singular e ao mesmo tempo tão importante quanto o saber nosso nome ou de outrem a quem se pretende conhecer. Continue assim. Bjs